12 de jun de 2012

Coadjuvantes movimentando nosso esporte


Esporte. A vista de todos admiradores do esporte sempre observamos holofotes de grandes eventos, cifras milionárias e tudo mais que o Mundo quer desde o inicio dos tempos “uma boa briga” a superação para ver quem definitivamente é o Rei do Pedaço.

Entretanto, nem todos chegam a esse patamar de ídolo mundial uns por não terem talento suficiente, outros por conhecerem o esporte muito tarde e os que simplesmente já se contentam com o fato de ter uma vida profissional já trilhadas e definidas, então, é sobre essa parcela de Ricksons, Tysons que quero falar. Falar de nós que como eles não deixam uma “boa briga” (na academia) de lado ou como diriam os antigos sopapos e bordoadas para todo lado.

Pois bem, é sobre isso que quero falar, de médicos, advogados, vendedores engenheiros e por ai a fora, senhores distintos que tem no seu dia a dia uma nobre profissão, civilizados e polidos para uma vida social, que se equiparam em certos momentos a Lords britânicos. Mas não se enganem é só passar pelas academias e ver estes nobres e distintos senhores deixando seu ar de sofisticação de lado para disputar cada pedaço de seu tatame ou ringue ,com a mais velha das democracias “ na porrada” isso mesmo entre quedas e estrangulamentos socos chutes e joelhadas e as inúmeras torções tudo sem o minimo pudor de saber quem é o Rei do Pedaço.

É assim mesmo que fazemos aquele lindo “ballet” caótico narizes, costelas quebrados hematomas e olhos roxos torções que demoram dias ou até meses para melhorar, aquela dormidinha básica de quem quer mais um pouco ver qual é o seu real limite. Tirando a cada treino sangue suor e lágrima.

Desta forma proponho um brinde Senhores! Quer dizer Ogros de plantão, de nossas artes e jeito rude de ser dentro de nossos templos de pancadaria e aprendizado de que nem tudo é pela grana e sim pelo prazer do esporte de contato.

Ae! ogros de plantão de agora em diante estarei aqui para um bate papo sobre nós (amadores) , que fazemos deles as Estrelas profissionais da Luta.
Postar um comentário