23 de dez de 2015

Kadavar - Berlin



Nota: 7,5

Eu não esperava que 2015 teria uma safra de discos tão boa quanto 2014, mas agora em Dezembro continuo conhecendo discos dignos de elogios lançado neste ano, Berlin do Power Trio alemão Kadavar é mais uma ótima surpresa.

Trata-se do terceiro registro de estúdio dos caras que tem uma sonoridade calcada no Hard Rock e Stoner Rock setentista, apesar da fórmula estar um pouco cansada podemos ouvir nesse disco um sopro de ar fresco e canções realmente empolgantes, tudo é cuidadosamente feito para parecer sujo, empoeirado em uma atmosfera amplamente saudosista.Tudo isso foi bem aplicado e claro consegue êxito pelo fato de mesmo sendo propositalmente orientado a soar desta forma, existe um alto grau de personalidade e espontaneidade.

Christoph Lindeman canta e toca guitarra de maneira perfeita para o gênero, o baterista Christoph Bartelt assina a produção e mixagem e o baixista Simon Bouteloup comanda os grooves honrando o estilo escolhido, o time funciona muito bem, e se garante para fazer um Rock barulhento, como na poderosa abertura Lord Of The Sky, um ótimo cartão de visitas.

Thousand Miles Away From Home justifica o disco, uma das canções mais empolgantes do play explora as melodias fácies e um grande riff, a batida certeira de Bartelt conduz The Old Man, a levada de bateria é a grande atração ao lado do ótimo refrão cantado a plenos pulmões por Lindeman, o riff Jazzistico de  Circles In Mind remete ao Black Sabbath setentista com muita sujeira e estilo, mais um grande certo dos alemães.

Acrescentando mais energia temos a ótima Into The Night que remete diretamente ao que era feito nos primórdios da NWOBHM, combinando uma linha de vocal e guitarras cortantes de Christoph Lindemann, a bateria cavalo de Bartelt e o baixo cavalgado de Simon Bouteloup, um belo trabalho em equipe na melhor faixa do disco.

Em linhas gerais, Berlin é sim um grande disco de Rock e chega brilhar intensamente em alguns momentos, fazendo com que os fãs mais puristas do estilo fiquem felizes, entretanto soar como os anos 70 tornou-se um pouco batido e esse revival do estilo vem se mostrando cansativo, mas de qualquer forma o Kadavar consegue passar credibilidade e tem qualidade suficiente para ir adiante.



Berlin (2015)



A Banda

Christoph Lindemann (Vocal e Guitarra)
Christoph Bartelt (Bateria)
Simon Bouteloup (Baixo)



Postar um comentário