9 de dez de 2015

Dark Avenger - Alive In The Dark




Nota: 8,5

O tempo se encarrega de consertar alguns erros, essa afirmação cabe perfeitamente no caso do Dark Avenger, a já veterana banda de Brasilia capitaneada pelo renomado vocalista Mário Linhares, conseguiu consertar uma das maiores injustiças do cenário nacional e dar vida a um grande registro, Alive In The Dark, gravado em São Paulo na finada Led Slay nos idos de 2003 finalmente ganhou uma versão oficial, e uma bela versão!

O registro é duplo e cobre a apresentação ao vivo e mais alguns quitutes como músicas inéditas  (na época) e novas versões,  as perfomances dos músicos é digna das melhores bandas do mundo, e a qualidade de gravação é surpreendentemente boa se levarmos em conta toda a dificuldade para se fazer Heavy Metal no Brasil, principalmente em um projeto ambicioso como este, que contou com conjunto de cordas e elementos orquestrais.

Alive in The Dark imortalizou alguns clássicos da banda, do debut auto intitulado de 1996, Dark Avenger, Die Marmaid!, e Armaggedon retratam uma banda ainda em busca de seu estilo, mas com muita personalidade, já com o então material novo, a época de Tales Of Avalon - The Terror, representado pela ótima Crown Of Thorns, Cals Myrddin, Morgana e Tales Of Avalon e as inéditas Utther Evil e Unleash Hell exploravam novas nuances de uma banda mais madura e coesa, com ambição para ser uma das maiores do Brasil.

Individualmente o Dark Avenger estava bem entrosado, Mário Linhares dispara suas vocalizações potentes e diversificadas, as guitarras de Hugo Santiago e Marcus Valls honram as tradições das duplas das seis cordas e comandam o show com grandes riffs e solos, os teclados sempre presentes nas composições são destaques com Tomaz Vital, e a cozinha formada por Gustavo Magalhães e Rafael Dantas completam muito bem o time.

No segundo disco temos as versões acústicas e orquestrais de As The Rain, The Lament, Give a Chance e Caladvwch, aqui a ousadia da banda e dos produtores foi premiada pela ótima perfomance de todos os músicos envolvidos, sabendo de todo o esforço e das adversidades é realmente gratificante ouvir o resultado final, mesmo muitos anos depois de gravado, houve um cuidado especial para entregar uma boa gravação e muito fiel a tudo que foi feito ao vivo na ocasião.

O tempo passou, e muitos problemas afastaram o Dark Avenger de uma carreira mais constante, porém com o ânimo renovado e após o lançamento de Tales Of Avalon -The Lament em 2013, doze anos depois da primeira parte, a banda retornou com novos shows e um ambicioso trabalho de estúdio que será lançado em 2015, intitulado de The Beloved Bones, que será dividido em duas partes.

Alive In The Dark é a representação fiel de uma grande banda em cima do palco, que mesmo com poucos recursos conseguiu grandes resultados, sim o Brasil tem excelentes bandas que merecem muito mais atenção do público. Quem sabe não teremos mais um album ao vivo em breve?


Alive In The Dark (2015)

Disco 1

  1. Dark Avenger
  2. Who Dares To Care
  3. Crown Of Thorns
  4. Die Mermaid!
  5. Utther Evil
  6. Clas Myrddin
  7. Tales Of Avalon
  8. Rebellion
  9. Unleash Hell
  10. Armaggedon
Disco 2
  1. Morgana
  2. Symphonic As The Rain
  3. Acoustic The Lament
  4. Acoustic Give A Chance
  5. Symphonic Caladvwch
  6. Dark Avenger 2003 (Studio)
  7. Symphonic Caladvwch (Studio)
  8. Utter Evil - Delirious(Studio)
  9. Utter Evil - Tragedy (Studio)
  10. Unleash Hell (Studio)



Postar um comentário