19 de jun de 2013

Alice In Chains - The Devil Put Dinosaurs Here





Nota: 7,5

Sobreviventes... essa é a palavra que me vem a cabeça quando vejo algum material novo do Alice In Chains sendo lançado, explosão de popularidade, super exposição, perdas e recomeços, essa banda de Seattle passou por tudo em seus mais de 20 anos de existência, e mesmo sem o carismático vocalista Layne Stanley (faleceu em 2002) eles continuam sua jornada, lançaram o excelente Black Gives Way To Blue em 2009 e seguiram em uma extensa turnê até voltarem ao estúdio e soltarem mais um registro de peso, The Devil Put Dinosaurs Here.

Para começar, o álbum não é fácil de assimilar sendo bem denso,  tanto que nas primeiras audições não me chamou tanto a atenção, mas a riqueza de detalhes desperta curiosidade, algo que faz você ouvir  o álbum várias e várias vezes até captar toda a energia e intensidade contidos nas composições.

As harmonias vocais de Jerry Cantrell e William DuVall que dividem as vozes e as guitarras é um   ponto controverso do disco, muitos querem mais espaço ao novo vocalista o que de fato traria maior diversidade e riqueza às músicas. E realmente ouvir, a boa, voz de Cantrell a frente em muitas músicas faz com que o Alice In Chains se aproxime demais do trabalho solo do guitarrista/vocalista/líder da banda lançou na década passada.

Entretanto, mesmo tendo algumas ressalvas no aproveitamento de DuVall como vocalista, fica evidente a qualidade do que foi lançado, o Alice In Chains acertou nas composições e claro na execução, não se trata de arranjos mirabolantes e virtuosos, porém a qualidade harmônica traz um toque original que nos primeiros acordes permitem identificar a assinatura da banda, as guitarras de Cantrell e DuVall estão ótimas, Sean Kinney é um baterista econômico e eficiente, e o baixo de Mike Inez está em toda a mixagem, ecoando forte e aumentando a sensação de densidade sonora que citei anteriormente.

Quando ouvimos o riff de abertura de Hollow nos deparamos com um ótimo cartão de visitas, é Alice In Chains puro e simples, tanto que foi a primeira música divulgada pela banda, Stone, segue a linha do aclamado Dirt, com o baixo e a guitarra tocando o mesmo riff, juntamente com a bateria cadenciada e vocais excelentes, com um grande refrão.

A faixa título lembra bastante o álbum Alice In Chains de 1995, vale destacar os vocais de Cantrell e DuVall que combinados criam uma atmosfera quase surreal e macabra e para variar mais um grande solo de Jerry Cantrell.

Violões, guitarras, bateria e voz, uma combinação que nos faz viajar ao clássico Ep Jar of Flies,  Voices é um dos momentos mais cativantes de TDPDH, e tem tudo para tornar-se uma das favoritas dos fãs, Phantom Limb (conta com um solo de DuVall) musicalmente é o oposto, pesada, cheia de guitarras e vocais perturbados é outra forte candidata a ser um clássico do quarteto de Seattle.

Choke fecha o álbum de maneira melancólica, lembrando Your Decision de Black Gives Way To Blue, outro momento de destaque, graças a banda afiada e experiente que conduz a música com maestria. Marcante e emocionante como muitos clássicos dos caras.

The Devil Put Dinosaurs Here demonstra maturidade e força, sinalizando a consolidação da nova era  do Alice In Chains, que venham mais álbuns e claro mais espaço para William DuVall nos vocais.


Hollow

Stone



The Devil Put Dinosaurs Here (2013)


01. Hollow (Cantrell)
02. Pretty Done  (Cantrell)
03. Stone (Cantrell)
04. Voices (Cantrell)
05. The Devil Put Dinosaurs Here (Cantrell, Kinney, Inez)
06. Lab Monkey (Cantrell)
07. Low Ceiling  (Cantrell, Kinney, Inez)
08. Breath On a Window (Cantrell)
09. Scalpel   (Cantrell, Kinney, Inez)
10. Phantom Limb ( Cantrell, Kinney, Inez, DuVall)
11. Hung On a Hook (Cantrell)
12. Choke (Cantrell, Kinney, Inez)


A Banda 

Jerry Cantrell ( Guitarras e Vocal)
William DuVall ( Guitarras e Vocal)
Sean Kinney (Bateria)
Mike Inez (Baixo) 

Postar um comentário