26 de fev de 2015

Angra - Secret Garden





Nota: 8,00

Olhando para trás, lá na década de 90 era certo que o Angra chegaria longe,  porém em seus mais de 20 anos de estrada os obstáculos foram imensos, muitos provocados pelos próprios integrantes e ex-integrantes e seus respectivos egos, brigas, a conturbada parceria com Antonio Pirani da Rock Brigade, acusações de proteção, e até uma morte decretada após um show fraco no Rock In Rio, acabaria com qualquer banda, mas como uma rocha, Rafael Bittencourt e Kiko Loureiro mantiveram as coisas funcionando e chegaram até Secret Garden, o oitavo full leght do Angra, que mostrou uma nova cara.

Quando Edu Falaschi deixou o Angra, as especulações sobre o novo vocalista começaram, até que Fabio Lione (Rhapsody Of Fire e Vision Divine) veio como convidado, e fez a tour de aniversário do clássico Angel's Cry, o vocalista italiano foi ficando e chegou para gravar seu primeiro disco com a banda brasileira, o jovem baterista Bruno Valverde se juntou ao grupo substituindo Ricardo Confessori que saiu da banda novamente.

Secret Garden representa mais uma guinada na carreira dos caras, e sem dúvidas figura entre os registros mais fortes lançados pelo quinteto, a sonoridade está diferente, a pré produção de Roy Z e a produção e gravação na Suécia com Jen Broger ( Soilwork) deixaram o som mais pesado e progressivo, aproximando do trabalho feito em Aurora Consurgens, porém com novos elementos mesclados a arranjos que remetem ao inicio da carreira, ou seja, é um novo Angra, que não esqueceu do passado, mas olhou para frente.

Nos primeiros acordes da progressiva  Newborn Me o peso das guitarras e o solo de Kiko Loureiro se sobressaem juntamente com a bateria precisa de Bruno, Lione solta sua voz de tenor, imponente e bem encaixada, cantando material próprio fica muito a vontade.

Black Hearted Soul brilha com um coro em latin, contado com as vozes de Lione, Bittencourt, Alírio Neto e Bruno Sutter, um metal melódico acelerado que lembra as passagens mais rápidas do clássico Temple Of Shadows, Final Light incorpora a faceta mais pesada e cadenciada do Angra, com grandes incursões do baixo de Felipe Andreoli.

Aliás vale ressaltar a grande produção que em Storm of Emotions, a balada que me fez gostar muito do disco, é a prova disso, cada acorde de cada instrumento e voz estão perfeitamente audíveis, aqui as vozes e Lione e Rafael Bittencourt dão brilho a essa grande música e preparam os fãs para Violet Sky, surpreendentemente cantada por Bittencourt do começo ao fim.

Na faixa título temos mais uma surpresa, Secret Garden conta com os vocais de Simone Simmons  (Épica) em toda canção, uma balada sinfônica e serena, Lione retorna aos vocais na instigante Upper Levels, que promove o encontro das linhas de Bateria de Holy Land com o peso de Aurora Consurgens. 


Para fechar o disco, Crushing Room é cadenciada, quase tétrica e tem um dueto interessante entre os vocais de Rafael Bittencourt e Doro Pesch acompanhado de muito peso, e claro Kiko Loureiro arrasando nos solos, para não esquecer de suas raízes Perfect Symmetry se conecta ao power metal dos discos Angel's Cry e Rebirth, um recado aos fãs que o Angra não esqueceu de suas origens, para fechar a balada acústica Silent Call fecha Secret Garden de maneira serena, mais uma com Rafael Bittencourt nos vocais.

O saldo final é bem positivo, o Angra soa renovado, forte, falar de seus músicos é perda de tempo, a banda sempre teve excelentes nomes em suas fileiras e agora não é diferente, a única ressalva é que das dez faixas, Fabio Lione só canta em 6, mesmo com os vocais de Rafael e das convidadas serem muito bons, faltou uma maior presença do novo frontman.

Em linhas gerais Secret Garden é um disco vai recolocar o Angra em destaque e esperamos que não demore mais 5 anos para um novo disco, de preferência com a mesma formação, pois os veteranos do metal brasileiro tem muito a mostrar!

 
Storm Of Emotions

 
Secret Garden (2015)




A versão física do disco vem em um digipack muito legal, vale a pena adquirir!

A Banda

Fabio Lione (Vocal)
Rafael Bittencourt (Guitarras e Vocal)
Kiko Loureiro (Guitarra)
Felipe Andreoli (Baixo)
Bruno Valverde (Bateria)




Postar um comentário