7 de jul de 2013

UFC 162 - A Queda de Anderson SIlva


Após cada edição do UFC  coloco os resultados dos meus palpites e uma breve análise das lutas principais, entretanto hoje teremos um post diferente.

Dia 06 de Julho de 2013 vai ficar marcado como um dia histórico no MMA, o dia em que Anderson Silva foi derrotado de maneira vexatória an luta contra Chris Weidman pelo título dos pesos médios do UFC. 

É importante compreender a dinâmica  das artes marciais em geral para entender o que ocorre dentro de uma competição de nível tão alto como é o UFC hoje em dia. Analisar resultados de um único combate pode trazer impressões que não condizem com os fatos, principalmente quando falamos de Anderson Silva, o maior lutador de MMA da história até 2013.

O brasileiro foi durante 7 anos um lutador praticamente imbatível,  dotado de uma técnica extraordinária combinado com uma condição atlética e mental invejável ele é o modelo de lutador quase perfeito, ousado, forte, ágil e criativo, ele  massacrou Rich Franklin quando lutou pelo título em 2006, muito antes da explosão do UFC por aqui, e ao tomar seu cinturão impôs uma dinastia impressionante, entretanto ele tem um inimigo que apareceu novamente na noite de ontem, seu ego.

Sim, Anderson Silva é humano, tem suas crises emocionais e claro vaidade, todo campeão é vaidoso, ainda mais quando não encontra desafios, ele já havia amargado uma derrota similar em 2004 para Ryo Chonan no extinto Pride, após um massacre de 10 minutos ele resolveu brincar com a mente de seu adversário,  tomou uma tesoura combinada com chave de tornozelo impressionante, sendo finalizado, muitos pensavam que isso não se repetiria...até ontem.

Chris Weidman é uma promessa, um lutador competente, campeão em todas as divisões do wrestling amador americano, muito bem versado em Jiu Jitsu (treina com Renzo Gracie e Mat Serra em NY) ele tinha uma missão, derrubar o maior lutador do UFC para isso teria que vencer seu próprio medo e ansiedade para enfim bater seu adversário. Seria ele  mais um  de uma dezena de lutadores condecorados que  tentaram  o mesmo feito mas  acabaram todos  humilhados, nocauteados ou finalizados?

Anderson Silva e Chris Weidman eram exatamente os opostos, um veterano,  vitorioso, campeão milionário, imbatível, o outro, jovem, cercado de desconfianças, teve sua casa quase destruída pelo furacão Sandy, e vinha de uma lesão no ombro que o afastou do cage por muitos meses. Obviamente seria demais pensar numa zebra, entretanto Weidman e sua equipe queriam escrever um novo capítulo na história do MMA.

A Luta

Provocações....

... respostas....


"Medo corta mais profundamente que espadas" Essa frase que retirei do livro "As Crônicas de Gelo e Fogo" (mais conhecido pelo seriado Game of Thrones) explica bem o que aconteceu ontem. Weidman não poderia temer Anderson Silva, se não estaria arruinado quando a porta do cage se fechasse, Anderson por sua vez não poderia ter medo de perder sua invencibilidade dentro do evento.

O Americano traçou o plano certo, e logo no primeiro round conseguiu quedar Anderson, colocar seu efetivo wrestling em jogo e aplicar cotoveladas e socos que entravam com pressão, o campeão se defendeu relativamente bem, mas quando Weidman aplicou uma leg lock as coisas se complicaram, Weidman tem um Jiu Jitsu justo e fez o brasileiro suar para escapar de um finalização no primeiro round.

O brasileiro se levantou e impôs seu jogo psicológico, de guarda baixa desferia chutes, e provocava o desafiante que sentiu a pressão e começou a entregar a luta aos poucos, até que o gongo soou e o americano teve tempo de colocar seu emocional no lugar.

Anderson Silva abusou, mesmo perdendo o primeiro round, saiu ganhando na guerra psicológica, mas no fundo ele sabia que Weidman poderia derrubá-lo e castigá-lo novamente, então tentava a todo custo tirar o americano do foco, provocando, baixando sua guarda se movimentando para esperar o momento certo para golpear e acabar com a luta rapidamente, entretanto, o medo fez ele errar, o americano ignorou o jogo mental e com uma seqüência de socos desmontou o campeão que pecou por não atacar temendo ser derrubado, amassado e finalizado.

Já escrevi anteriormente, como qualquer ser humano, competidor e vencedor Anderson Silva tem fraquezas comete erros e pode ser traído por sua mente (ele tem 38 anos, vive para treinar e com certeza já demonstra certo cansaço dessa rotina), ontem sua maior força virou fraqueza, ao menosprezar o desafiante ele criou um novo campeão, que esperou sua vida inteira por esse momento, como o próprio fez contra Rich Franklin em 2006.

Armação? Luta arranjada? tudo isso é criação da cabeça dos fãs que decepcionados com a atuação pífia de um gênio deixam suas emoções falarem mais alto, alguns brasileiros não acreditam na competição e sim na vitória, acham que seus ídolos são invencíveis, imunes a ataques e que nunca erram, pois é, bem vindos ao mundo das artes marciais, uma luta é como um duelo de espadas entre Samurais do Japão feudal, quem for atingido primeiro pode acabar morto.


Chris Weidman é o novo campeão peso médio do UFC, que venha os próximos eventos!


Resultado dos palpites: 2 Erros (Tim Kennedy e Chris Weidman)  3 Acertos (Cub Swanson, Mark Muñoz e Frankie Edgar)
Placar Geral: 47 Acertos e 29 Erros =  62% de Acerto






Postar um comentário