5 de nov de 2015

Its Electric Recomenda: Discos para curtir #4

Em um piscar de olhos já estamos no fim de 2015, e como todos os anos as listas de melhores lançamentos começam a pipocar em todos os sites do gênero na Internet e revistas especializadas, aqui no Its Electric também faremos a nossa como todos os anos, mas enquanto dezembro não vem, preparei mais uma série de recomendações de discos para curtir, não necessariamente deste ano, mas sim uma mistura de estilos e épocas, uma pequena visita em minha coleção trouxe a inspiração para tentar adicionar coisas novas para os leitores e até redescobrir aquele disquinho que ficou esquecido por algum tempo.

Vale dar uma orelhada!


Jack White - Blunderbuss (2012)





Quem já assistiu a um show do ótimo Jack White (Guitarrista, Tecladista e Vocalista, ex-lider dos White Stripes) conhece as esquisitices e excentricidades de sua música, um caldeirão de influências que viaja do Blues antigo,Country, Soul, Rock , Folk e afins. A sonoridade peculiar de seu debut solo impressiona, eclético porém coeso e empolgante. 
Destaques: Missing Pieces, Sixteen Saltiness, Blunderbuss, I'm Shakin'.



Missing Pieces



Slave To the System - Slave To The System (2002)





Talvez pouca gente tenha ouvido falar no Slave to The System, um projeto formado em 2000 pelos então companheiros de Queensrÿche Scott Rockenfield (Bateria) e Kelly Grey (Guitarra, que substituia Chris Desarmo na época) se juntando ao guitarrista e vocalista Damon Johnson (Brother Cane, ex- Thin Lizzy, ex-Alice Cooper e atual Black Star Rider) e ao baixista Roman Glick (Brother Cane). O som praticado aqui é um Hard rock com uma pegada pesada com um pé no alternativo, algo próximo ao Soundgarden com toques de Hard Rock moderno, o trabalho é interessante, energético, e pesado, uma boa pedida fora da mesmice. Destaques: Ruby Wednesday, Slave To The System, Desinfected e Leaves.

Leaves




Danzig - Danzig I (1988)





O Debut da carreira solo do vocalista Glen Danzig (ex-Misfits) é um petardo daqueles, um ode ao som pesado que os mestres do Black Sabbath deram inicio com influências Punk Rock e as vocalizações graves e desesperadas de Glen, a parceria com o guitarrista John Christ funciona muito bem. Confiram! Destaques: Twist Of Cain, Soul On Fire, Am I Demon e Mother 

Mother



Thin Lizzy - Jailbreak (1976)




Toda coleção que se preze tem que ter alguns discos essenciais do estilo ao qual o colecionador é fã, visto isso, Jailbreak é um dos pilares do Hard Rock e Heavy Metal que explodiria na década seguinte, guitarras gêmeas, baixo pulsante, empolgação nas batidas da batera e linhas vocais inesquecíveis, aqui a turma de Phill Lynot deu uma aula. Absolutamente imperdível. Destaques: Jailbreak, Warrior, The Boys Are Back In Town e Cowboy Song.

Jailbreak





Postar um comentário