31 de out de 2013

Heavy Metal Alternativo : 10 Discos que você deveria conhecer (Parte 1)


O que você sabe sobre o chamado Metal Alternativo? Muitos odeiam, outros tantos adoram, como um bom fã de música pesada acho que vale a pena abrir os ouvidos para conhecer abordagens diferentes do estilo que tanto gostamos.

Tendo isso  em mente, idealizei uma lista comentando alguns discos que recomendo, 10 registros que valem o espaço em sua estante (para quem compra discos).

Vale lembrar que muitos dos álbuns citados são campeões de vendas e tiveram singles amplamente divulgados no mainstream, o que não diminui a qualidade dos trabalhos os quais podem surpreender o ouvinte em uma audição completa.

Livre-se de velhos preconceitos e divirta-se!


#10 Disturbed - Ten Thousands Fists (2005)





O Disturbed surgiu em 2000 com o debut The Sickness, o sucesso estrondoso fez com que a banda de Chicago ficasse mundialmente conhecida pelo seu Metal Alternativo recheado de grooves e toques industriais.

Em 2005 a banda modificou seu som ligeiramente, as influências industrias e alternativas ainda estão presentes, mas a maior presença das guitarras aproximou a sonoridade da banda para um lado mais tradicional, as grandes performances do vocalista David Draiman e do Guitarrista Dan Donegan se destacam.

Ten Thousands Fists é o terceiro registro dos caras, um álbum forte, pesado e moderno, os fortes refrães e os grooves pesados cativam e criam uma dinâmica sonora empolgante.

Destaques: Sons Of Plunder, Ten Thousands Fists, Striken e Just Stop.


Striken


Just Stop (Ao vivo)



#9 Evanescence - Fallen (2003)





Fallen é o debut da banda em uma Major (eles já haviam lançado um álbum independente),  é considerado a estréia da banda liderada por Amy Lee e Ben Moody (que saiu da banda em 2004). Com uma proposta arrojada para a época, o Evanescence mescla guitarras distorcidas, samplers eletrônicos, andamentos progressivos e até backing vocals com influências de Hip Hop  com os vocais líricos, pianos e arranjos clássicos.

Esse caldeirão musical impulsionou Fallen que foi um enorme sucesso, as influências distintas foram bem misturadas e as grandes composições ficaram melhores na voz afinada e potente de Amy Lee. Mesmo tendo seus singles executados à exaustão, Fallen consegue cativar quem gosta de um bom Heavy Metal moderno com toques clássicos. 

Destaques: Going Under, Bring Me To life, Everybody's  Fool e Tourniquet


Everybody's Foll



Going Under




#8 -  Korn - Untouchables (2004)



O Korn não poderia faltar, talvez o nome mais emblemático do New Metal, foi um dos pioneiros da cena. Você pode perguntar, porque Follow The Leader ou Issues não entrou na lista? Simples, Untouchables é musicalmente mais amplo, diversificado e consistente.

Untouchables mostra o Korn ampliando sua musicalidade  livrando-se  de alguns clichês e socando peso! A maior diversidade dos arranjos e samplers refletiu no caminho que a banda seguiu nos anos seguintes, culminando em registros amplamente experimentais nos últimos anos.



Destaques: Here To Stay, Blame, Alone I Break, Wake Up Hate

Alone I Break




Here To Stay



#7 - Tool - 10.000 Days - (2006) 




Uma banda enigmática em sua essência, o Tool explodiu no fim dos anos 90 com um som pesado e progressivo, apostando em um conceito multimidia com shows muito interessantes, a mistura de Heavy Metal, Rock Alternativo e Rock Progressivo é rica e coesa.

Em 10.000 Days eles alcançaram um grau interessante de sonoridades ambient mescladas ao peso e densidade  cavalar das guitarras de Adam Jones e da Bateria fantástica de Dany Carey. O Tool pode soar pretensioso em demasia, mas essa ousadia cativou uma legião de fãs que aguarda um novo álbum até hoje. Ao que parece estão em estúdio gravando o sucessor desse disco. Um dos melhores álbuns da primeira década dos anos 2000

Destaques: Vicarious, Jambi, Rossetta Stoned



Vicarious





Jambi



#6 - Sepultura - Chaos A.D (1993)







O leitor deve achar que estou louco, um disco do Sepultura como marco do Metal Alternativo, ainda mais um clássico do calibre de Chaos A.D? Pois é, o Sepultura já ostentava uma posição de respeito na cena metal mundial após clássicos Thrashs como Beneath The Remains e Arise, mas deram um passo diante com uma sonoridade diferente, ainda pesada e brutal neste clássico.

Os timbres mais abafados, grooves, influências de música brasileira criaram uma mistura alternativa, que chamou a atenção dos fãs no mundo inteiro, sem querer (ou querendo) o Sepultura abriu as portas do Metal Alternativo nesse clássico do Heavy Metal.

Destaques: Refuse/Resist, Territory e Slave New World.

Refuse/ Resist



Territory (Ao vivo)






#5 - System Of A Down - Toxicity (2001)





Uma banda essencialmente vaguardista, talvez a mais original de sua geração, o SOAD, conseguiu reunir Hardcore, Punk Rock, Heavy Metal e toques de música árabe, em uma das combinações sonoras mais avassaladoras do fim dos ano 90.

Toxicity foi um álbum aclamado pela crítica e pelo público, um registro forte, com letras inteligentes de cunho político social marcante, descendentes de armênios, os quatro integrantes do SOAD mandaram bem em seu segundo disco. Pesado, inovador e Inteligente.

Destaques: Prision Song, Deer Dance, Toxicity, Chop Suey! e Aerials.



Toxicity




Chop Suey!






No mês que vem tem mais!



Postar um comentário