21 de jan de 2013

UFC ON FX 7 - Vitor Belfort atropela Michael Bisping

O UFC ON FX 7 trouxe o retorno da maior organização de MMA do mundo a São Paulo, num sábado a noite tivemos um card mediano, mas com boas lutas.

Entretanto, como veremos a seguir, meus palpites falharam feio, algumas surpresas e resultados polêmicos também ajudaram a derrubar quem vos escreve!

 Espero melhorar nos próximos eventos!!

Thiago Tavares e Milton Viera decepcionaram!
Fim da linha para Thiago Tavares

Milton Vieira era favorito contra o finalista do TUF Brasil Godofredo Pepey, entretanto sua apresentação burocrática complicou sua condição na luta, alternando bons e maus momentos, tomou muita pressão no solo, sendo evolvido pelo Jiu Jitsu solto de Pepey, nem a experiência de Vieira, muito menos a tutela de Murilo Bustamante foram suficientes. Choro a parte, Pepey ganhou numa luta apertada, gerando até uma decisão dividida dos juízes.

Entretanto Thiago Tavares foi o maior perdedor da noite, Nurmagomedov complicou o jogo do brasileiro que foi surpreendido pela velocidade e explosão do Russo, que com um upper devastador calou o Ibirapuera, levando Thiago a lona logo no inicio do primeiro round, completando com mais golpes no chão para fechar a fatura.

Napão vence e Daniel Sarafian não convence...


Napão finalizando Rothwell
Gabriel Napão é uma das maiores incógnitas dos pesos pesados, o mesmo lutador que nocauteou Mirko  Crocop com um High Kick devastador e fez um bom combate pelo título contra Randy Couture, já foi derrotado por lutadores bem inferiores como Brendan Schaub de maneira apática. 

Porém ao enfrentar Ben Rothtwell conseguiu impor seu jogo e usou bem seu Jiu Jitsu, finalizando o gigante americano com uma guilhotina justa após desferir bons golpes, Napão pode voltar a ser lembrado pelo UFC após essa vitória.



CB contra golpeando Sarafian com eficiência

O público e os fãs do MMA esperavam mais de Daniel Sarafian que num misto de arrogância e inexperiência deixou a vitória escapar contra o duro CB Dollaway. Saltitando a todo momento, usando pouca combinações de golpes e chutes giratórios sem qualquer eficiência foi surpreendido pela resistência e perseverança de seu adversário, CB passou apuros no primeiro round  e no inicio segundo,  até que um upper acertou o queixo de Sarafian, numa entrada de queda displicente,  e mudou o curso do combate. 


No terceiro round, CB dominou a primeira metade, e Sarafian com boas raspagens conseguiu chegar nas costas mas pouco fez a partir dali. Resultado, CB Dollaway venceu na decisão dividida dos jurados.


Belfort atropela Bisping!


Belfort definindo o combate

Na luta principal da noite, Vitor Belfort frustrou os planos do inglês Michael Bisping, que em caso de vitória teria sua sonhada luta pelo título, entretanto o brasileiro era um adversário indigesto e perigoso.

Bisping até fez um bom primeiro round, mantendo a distância com Jabs e low kicks, Belfort estava confortável, e com chutes na região da costela foi minando o ímpeto do inglês, até que faltando alguns segundos para o fim do primeiro round, Belfort encaixou um chute alto, e com uma sequencia de golpes quase terminou a luta.


O segundo round foi mais intenso, Bisping tentava manter a estratégia do primeiro round, e Belfort golpeava junto, com um direto de esquerda explodindo no frontal do inglês, Vitor abriu caminho para a vitória, desorientado, Bisping abaixou a guarda, e foi pego com um chute alto (sim, mais um) e desabou, restando ao brasileiro terminar o serviço no chão até a interrupção do árbitro.


Vitor Belfort continua como um dos top 5 dos pesos médios, Bisping volta ao final da fila.


Resultado dos palpites: 4 Erros ( Pepey, Nurmagomedov, Napão e CB Dollaway) 1 Acerto (Vitor Belfort)

Aproveitamento: 20% de Acerto

Postar um comentário