13 de jan de 2013

Strikeforce - O Capítulo Final


O Strikeforce chegou ao seu último evento em Oklahoma City, com um card recheado de bons nomes e boas lutas. A organização californiana fará falta no MMA, lutas bem casadas, mesmo com nomes menos famosos que os do UFC, o Strikeforce montava bons cards, tinha grande audiência e claro ótimos eventos, tanto que foram comprados pela Zuffa em 2011 e sua anexação ao UFC era questão de tempo.

Veremos se o ex -CEO Scott Coker será integrado à grande equipe de executivos da Zuffa.

Porém, o show continua, e as lutas deste Sábado  honraram os mais de 6 anos de existência do Strikeforce.

Roger Gracie e Jacaré finalizam!

Roger Gracie fez sua segunda luta na categoria dos médios do Strikeforce seu adversário Anthony Smith tentou manter a luta em pé a qualquer custo, chegou a vencer o primeiro round, mas no segundo, foi derrubado e finalizado pelo Gracie em um justo katagatame saindo da montada, restou a Smith dar os três tapinhas.

Ronaldo Jacaré, ex-campeão dos médios, voltou ao cage do Strikeforce e enfrentou Ed Herman, lutador emprestado pelo UFC,  o faixa preta evoluiu muito em sua parte em pé e conseguiu controlar Herman a luta inteira, ditando o ritmo na trocação, entrando com quedas e claro, com muita pressão no chão, aos 3 minutos do primeiro round, Jacaré entrou em um double leg, e na transição de guarda passada engatou uma kimura que envergou o braço de Herman, que foi obrigado a desistir, mais uma finalização para o brasileiro.

Tanto Roger Gracie quanto Jacaré provavelmente irão integrar o cast de lutadores do UFC.

  
Roger preparado para finalizar
Jacaré finalizando na Kimura


Noite dos Favoritos: Cormier, Barnett e Mousasi vencem

O duríssimo Gerard Mousasi venceu o vetereno Mike Kyle na categoria dos Meio Pesados, após uma boa troca de golpes, Kyle conseguiu acertar Mousasi, que levou a luta para baixo, e após um efetivo ground and pound da  meia guarda, pegou as costas e finalizou no Mata Leão no primeiro round.

Josh Barnett, finalista do GP dos Pesados do Strikeforce voltou ao evento e enfrentou o inexpressivo Nandor Guelmino, e não teve muito trabalho ao derrubar, montar e pegar o adversário com um Katagatame.

O vencedor do GP dos Pesados, Daniel Cormier também pegou um adversário mediano, Dion Staring, holandês que enfrentou Minotouro aqui no Brasil em uma das edições do Jungle Fight, Staring foi presa fácil para Cormier, que usou seu wrestling com eficiência derrubou e castigou o adversário no Ground And Pound, até que no segundo round o árbitro John McCarthy interrompeu o combate.

Cormier dominou a luta!

Nate Marquardt perde seu cinturão para Tarec Saffiedine

O campeão dos Pesos Meio Médios Nate Marquardt enfrentou o belga Tarec Saffiedine na defesa do título da categoria, em uma batalha de 5 Rounds, Nate até conseguiu fazer dois bons rounds iniciais, mas a estratégia do kickboxer belga prevaleceu, com uma defesa de quedas em dia, e golpes precisos, Tarec Saffiedine frustrou Marquardt, que tentava combinar golpes em pé com entrada para quedas.

 O desafiante minou a perna esquerda de Marquardt com low kicks precisos nos contra golpes, aliados a bom jabs, acabou com a movimentação do campeão. A estratégia deu certo, Saffiedine conseguiu impor seu jogo e no quinto round conseguiu a queda e terminou a luta por cima, sendo o último detentor do cinturão dos Meio Médios do Strikeforce.


Pois é o fim do Strikeforce provavelmente vai levar muitos lutadores da organização ao UFC, e esperamos que possamos ver bons combates com os bons atletas que estarão por lá!



Postar um comentário