26 de jun de 2014

Rival Sons - Great Western Valkyrie




Nota : 8,5

O Rival Sons é uma grata surpresa no cenário do rock atual, o quarteto de Los Angeles tem uma proposta calcada no Hard Rock setentista recheada de citações a grandes nomes do estilo como Led Zeppelin e Grand Funk Railroad, e com quatro discos na carreira já desfrutam de boa popularidade e uma boa dose de expectativas a cada lançamento.

Após o excelente Head Down (2012) a responsabilidade aumentou e a missão de superar o petardo é bem complicada, mesmo não sendo superior ao registro citado, Great Western Valkyrie é um grande disco de Hard Rock.

A musicalidade insinuante continua presente nos grandes riffs de Scott Holiday e nas vocalizações potentes de Jay Buchanan, que são os protagonistas da banda, apesar do trabalho fantástico da cozinha formada por Mike Miley nas baquetas e Dave Beste no baixo que substituiu o excelente Robin Evenhart.

Em termos de estilo, Great Western Valkyrie é menos 'hard"e mais rock, se aproximando do debut Rival Sons de 2009 e isso é bem vindo pois traz um toque de diversidade dentro do universo sonoro dos caras.

A abertura com a explosiva Electric Man traz a tona o Hard Rock clássico com guitarras ríspidas de Scott Holiday que capricha em um grande riff em uma música simples e contagiante.

Caminhando por ondas mais anos 60, Good Luck é bem mais rock do que hard (como citei lá em cima), os vocais bem postados de Buchanan levantam o astral, no inicio de Secret ouvimos ecos do Deep Purple nos riffs alá Blackmore e na cozinha jazziastica, aliás a versatilidade de Mike Miley nas baquetas é um show a parte.

Falando em bateria, não tem como não gostar de Play The Fool e sua batida pulsante e viradas que remetem ao mestre John Boham,do timbre até a configuração do kit, Miley faz reverência ao maior baterista do Rock. O show a parte de Good Things vale o álbum, música diferente do habitual, mergulhada em bons teclados e guiada pelo baixo de Dave Beste, as melodias vocais grudam rápido na cabeça.

A Zeppeliana Open My Eyes é um deleite aos fãs de guitarras, impossível não citar Jimmy Page, principalmente nas incursões acústicas no refrão, e é aqui que encontramos o melhor solo de Scott Holiday. 

Mesmo com grandes canções, temos momentos mais mornos como a mediana Rich And Poor, que não empolga por completo, Belle Star aumenta  a carga de adrenalina puxada pelas batidas implacáveis de  Mike Miley.

A balada bluseira Where I've Been coloca a dupla Buchanan e Holliday em destaque com a boa dobradinha de guitarras em todos os cantos da mixagem e a potente voz de Jay, um dos melhores nomes da nova geração. A épica Destination On Course leva o título de melhor faixa do disco, assim como em Head Down, que tinha em sua faixa épica seu grande momento, vocais certeiros, e um inicio de balada que explode em um solo de guitarra fantástico. 

Em suma, Head Down continua como a referência na carreira do Rival Sons, entretanto Great Western Valkyrie é uma continuação digna para uma carreira que já deixou de ser promissora e virou realidade. Recomendo!


Open My Eyes



Great Western Valkyrie (2014)


  1. Electric Man
  2. Good Luck
  3. Secret
  4. Play The Fool
  5. Good Things
  6. Open My Eyes
  7. Rich and Poor
  8. Belle Star
  9. Where I've Been
  10. Destination On Course

A Banda

Jay Buchanan (Vocais)
Scott Holiday (Guitarra)
Mike Miley (Bateria)
Dave Beste (Baixo)


Postar um comentário