23/11/2012

Anderson Silva x St Pierre - Faz Sentido?



Antes de começar a falar sobre a polêmica que envolve um possível confronto entre Anderson Silva e George St Pierre, gostaria de desculpar nossos leitores sobre a ausência de Palpites e o resultado dos mesmos para o UFC 154, devido ao feriado me ausentei na quarta feira e só voltei no sábado dia do evento, mas voltaremos normalmente já nos próximos eventos.

Pois bem, após a emblemática vitória de St Pierre sobre Carlos Condit, vimos os boatos sobre uma possível luta em peso combinado entre o Canadense e Anderson Silva ganharem força, estes já eram ventilados no mundo do MMA faz algum tempo. A pergunta é: Essa luta faz algum sentido?

Os dois são os campeões com maior número de defesas de cinturão dentro do evento, e são tidos como melhores lutadores pound for pound (peso a peso) do MMA, astros em seus países, vivem seus respectivos auges, seja em popularidade ou em técnica, olhando por esse prisma, a luta tem tudo para acontecer, porém (sim vários poréns) existem os dois lados da moeda...

Porque não faz sentido?

Anderson Silva mede 1,88m pesa cerca de 96 Kg off season (fora do período de competição) e faz algum tempo que já encontra certa dificuldade e desgaste para bater os 84 kgs da categoria dos médios. St Pierre por sua vez mede 1,77m pesa cerca de 85 Kg off season, e é quase certeza que só aceitaria lutar em um peso combinado de 80 Kg. A diferença de tamanho e força é absurda e pode ferir um dos preceitos que faz do MMA um sucesso, lutas competitivas, com categorias bem definidas e campeões conhecidos até pelo público leigo.

Não vejo qualquer chance de um combate equilibrado devido as latentes diferenças entre os dois atletas,  e no nível que o esporte se encontra hoje, essa discrepância se acentua, anos atrás uma diferença dessa natureza era comum nos tempos do vale tudo.

Uma derrota fora de disputas dos cinturões também poderia custar caro para a imagem dos atletas, que são tidos como imbatíveis dentro de suas categorias, além do que o UFC promovendo algo desse gênero, desvaloriza as duasdivisões, médios e meio médios, e mostra ao público, principalmente o leigo, que a coisa anda fácil demais para ambos ao ponto  que decidiram se enfrentar para ter desafios, o que é parcialmente verdade, principalmente no caso de Anderson Silva.

Uma Máquina de fazer dinheiro

O UFC é um show bussiness e como tal questões comerciais importam, e muito, o que pode levar Dana White e sua turma a promover esse crossover entre categorias para alavancar a audiência do evento,  mesmo que isso cause danos ao espirito esportivo, rankings e qualquer critério técnico que faria sentido na hora de casar uma luta, imaginem a felicidade Chirs Weidman e Johnny Hendrics ao ver suas sonhadas lutas por títulos serem adiada por questões meramente comerciais.

Entretanto uma luta entre os dois bateria recordes de audiência, vendas de pay per view e ingressos, financeiramente é um grande negócio.

O que deveria ser feito...

Sinceramente? Nada, deveriam manter seus campeões defendendo seus cinturões até que se aposentem ou mudem definitivamente de categoria, fora isso o esporte, que é maior do que qualquer evento, ganha em seriedade, no fim das contas o espírito esportivo ainda é o que faz as pessoas assistirem qualquer tipo de competição, mas a possibilidade de vermos esse duelo é muito grande, e caso aconteça, a pressão para um confronto entre Jon Jones e Anderson Silva ( se vencesse) seria absurda, e todo esse ciclo irá recomeçar.
Por favor Dana White, mantenha as coisas como estão!

Postar um comentário