30 de mar de 2008

Angel Down


Um review que eu estava devendo:

Sebastian Bach

Album: Angel Down

Ano: 2007

Banda:

Sebastian Bach (V)
Metal Mike (G)
Bobby Jarzombek (D)
Steve DiGirogio (B)
Johnny Chormatic (G)

Participações especias
Axl Rose (V)
Roy Z (G)


Sebastian Bach iniciou sua carreira no fim dos anos 80, ao lado do Skid Row, banda na qual fez muita fama, dinheiro, e ganhou um certo prestígio na cena rockeira em geral. Sua voz poderosa, presença de palco e carisma, o fizeram mundialmente conhecido, assim como seu ego, e problemas com os demais membros do Skid Row,culminando em sua saída no final de 1996.

Nestes anos após sua saída do Skid Row, Bach não ficou parado, participando de espatáculos na Brodway,participações em séries de TV, gravou também um album ao vivo e com músicas de estúdio inéditas, além de um trabalho progressivo no projeto Frameshift.

Entretanto nesse meio tempo foi montando sua banda, e gravando Angel Down.

Em 2007 a espera acabou, após 5 anos desde seu primeiro registro solo, Bach retorna em grande forma, com uma banda de primeira linha, amparado pelo experiente produtor Roy Z, que escreveu algumas músicas junto ao vocalista.

Logo de cara vem a quase Thrash, Angel Down, lembrando o saudoso Pantera, na sequência a acelerada You Don´t Understand, com guitarras dobradas, e um refrão excelente, belos solos de Metal Mike, lembrando seu trabalho na banda Halford.

A seguir temos as participações de Axl Rose, no cover Back in The Saddle do Aerosimith, numa roupagem atual e bem vigorosa. A segunda faixa com participação do Gunner é Love (is a Bitchslap), totalmente Hard Rock, composta por Roy Z, lembra bastante o trabalho de guitarras de Apettite for Destruction do Guns n Roses, belo dueto entre as vozes de Bach e Rose. Para fechar, Stuck Inside, andamento lento e mais pesada, e com vocalizações bem poderosas por parte de ambos, além dos gritos caracteristicos de Axl Rose.

O álbum segue com destaques como American Metalhead,puro Heavy Metal, hino da banda de Bach, belo trabalho destes fantásticos instrumentistas. As baladas não poderiam faltar, e By your Side, relembra os tempos do Skid Row e Falling Into You caminha para um lado mais introspectivo, ambas representam bem o lado baladeiro de Bach, com seus excelentes vocais e melodias fáceis, sem soar demasiadamente brega.

Em Angel Down, a variedade impera, porém com consistência e coesão, o peso de Negative Light e o Hard Rock the Our Love is a Lie contrastam de maneira brilhante, tudo muito bem conduzido pelos vocais impecáveis, e uma banda madura, e muito competente, o melhor trabalho de Sebastian Bach desde Slave to The Grind.

Neste álbum o caminho para uma carreira solo de sucesso está aberto, e um fato interessante contribui para o excelente resultado final, os membros da banda participaram ativamente das composições.

Ótimo recomeço, que venha mais álbuns, de preferência com a mesma banda.
Postar um comentário